Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Início / Meu Mochilão Vegano / Mochilão Vegano em Montevidéu – Uruguai

Mochilão Vegano em Montevidéu – Uruguai

O Uruguai é um belo país, cercado de pelas praias e paisagens. Entretanto, bom saber que as pessoas de lá são menos calorosas do que as brasileiras e argentinas. De forma geral, elas são um pouco mais distantes e contidas, porém são bem educadas, seguindo bem o estilo europeu. O espanhol é fácil de entender (quando eles querem) e você consegue se virar no portunhol tranquilamente.capa_montevideuFomos para conhecer a cidade, sua história e o cotidiano das pessoas, durante as férias de julho e estava bem frio, uma média de 7ºC.

A cultura do Uruguai é bastante voltada para a exploração e consumo de produtos de origem animal, sejam alimentos, souvenirs, roupas ou calçados, e eles se orgulham bastante disso. Por isso é necessário pesquisar bem para encontrar opções veganas em Montevidéu.

Passamos poucos dias em Montevidéu e tive uma alergia severa por causa do clima gelado e úmido do mês de julho, por isso não consegui conhecer muitos lugares diferentes e a companhia não era vegana, então tive que dividir os passeios e as refeições.

Um dos dias tive que comer batata frita com alface e tomate porque não tive tempo de pesquisar direito algum lugar para almoçar e tive que parar no primeiro lugar que encontrei aberto. Não façam isso! Principalmente se você estiver em transição para o veganismo, o que é um grande perigo. (Pesquise em sites como HappyCow antes e faça um planejamento)

Onde ficamos

Ficamos hospedados em um hotel chamado “Smart Hotel Montevidéu”, localizado na Avenida Andes, 1240 no Bairro de Las Artes, bem próximo ao Centro. Ele tem um custo benefício bom, é confortável e bem localizado. Pagamos cerca de R$ 285,00 a diária. Mas se você gosta de hotel com mais opções de coisas para fazer, ele não é indicado. De qualquer maneira, optamos por este hotel por sua localização, bem próxima ao centro. A opção do café da manhã para veganos é restrita a frutas, cereais, sucos e chás. Até os pãezinhos têm leite ou margarina. (Você pode economizar muito ficando em um hostel ou B&B)smart hotelsmart hotel 2 smart hotel 3Neste hotel eles possuem uma copa pequena no quarto, com pia, micro-ondas, frigobar, (sem nenhum utensílio de cozinha) e, como lá tomam muito chá, sempre têm aquelas garrafas que fervem água no quarto, dá para preparar até uma sopinha de caneca!!

Uma dica importante:

Como já sabia que correria o risco de passar aperto no café da manhã, levei do Brasil um pacote de pão de forma, geléia, pasta de amendoim, além de castanhas, biscoitos, entre outros aperitivos que eu gosto. E me dei muito bem porque até nos supermercados é difícil achar coisas sem derivado animal. Encontrar um simples macarrão instantâneo ou pão é uma missão impossível. Mas fique tranquilo, que diferente de Buenos Aires, a cidade tem bastante opção de frutas; você encontra com facilidade! (Uma dica é checar no google supermercados próximos ao local da sua hospedagem e principalmente empórios de produtos saudáveis sempre há alguma opção para veganos)

Curiosidades

Não leve nada feito em casa, pois a legislação do país não permite que você entre com frutas e nenhum alimento de produção própria ou, sem selos de certificações de produtos produzidos por empresas. Eles fazem isso para evitar contaminações por produtos caseiros ou sem garantia de qualidade. O mesmo vale para sair do país com produtos caseiros.

Restaurantes

Logo no primeiro dia na cidade quis conhecer o “La Papa”, o primeiro restaurante vegano de Montevidéu. Fomos caminhando cerca de 30 minutos do centro de Montevidéu até lá, pela orla do Rio da Prata, uma caminhada muito gostosa e tranquila à noite, com muitas pessoas fazendo exercícios e passeando.rio del plataTodo cardápio é vegano e delicioso. Tem comidas, lanches, sobremesas e bebidas. Os valores são muito parecidos com os de São Paulo.lapapaO restaurante fica localizado na Rua Gonzalo Ramirez 1972, esquina com Jackson. Clique aqui para acessar o facebook.

Na segunda noite em Montevidéu decidimos passear pelo Cassino do Hotel Radisson. Que é um Cassino pequeno, bem voltado para os hóspedes. Quem gosta de cassino, como eu, vai se decepcionar um pouco com este. Mas tive uma excelente surpresa com o cardápio do bar do Cassino, pois eles possuem um lanche de vegetais sa
borosíssimo no pão pita com fritas.
casino 2casino 3
Fica localizado na Plaza Independencia, 759 – Centro. Clique aqui para acessar facebook.

Em nossa última noite, conseguimos conciliar os interesses e conhecemos um excelente restaurante japonês, já chegando à cidade velha. O “Maki Sushi”, um restaurante japonês com opção para vegetarianos. Eles entendem bem o que um vegano come e são bem amigáveis para preparar o que você quiser experimentar com vegetais. Possui a versão com abacate e/ou pepino para as versões tradicionais do cardápio. O sabor da comida é incrível, feito por duas moças muito talentosas – não dá vontade de parar de comer. O lugar é bem pequeno e discreto, não é luxuoso, mas tem uma comida muito gostosa e preço honesto.img_shusEndereço: Reconquista 601 esq. Juan Carlos Gomez – Montevidéu. Clique aqui para conhecer.

COMPRAS

Os valores são muito parecidos com os do Brasil, mas tome cuidado porque a maioria das coisas lá são feitas de lã, couro, osso, tudo aproveitado dos animais abatidos. Não consegui comprar muita coisa e não era esse o interesse, mas quem curte fazer compras, pode explorar algumas coisas legais pela cidade, principalmente no centro.

TRANSPORTE

A cidade não tem muitas opções de transporte público, apenas ônibus. Não tem trem nem metrô, mas tem bastante opção de ônibus para todos os lugares.onibus

Vimos opções de bicicletas públicas, mas eram apenas para uruguaios, por isso alugamos no Hotel, vou falar mais para frente sobre isso.

Não andamos de táxi nenhuma vez, pois ficamos no centro e aproveitamos para andar a pé e, no máximo, de ônibus para conhecer o cotidiano dos uruguaios. Tem ônibus novo e velho como em qualquer lugar e, lá, ainda existem ônibus com aquelas cordinhas para solicitar a parada! Alguns ônibus são circulares convencionais, mas possuem aqueles maleiros em cima, e dá para acomodar bagagens, o que foi a nossa sorte, pois fomos do aeroporto até o hotel de ônibus, com as malas nestes maleiros! Na volta, não demos tanta sorte, não tinha maleiro, por isso ficamos espremidos com as malas nos pés, mas foi uma experiência divertida.

PASSEIOS TURÍSTICOS

No primeiro e segundo dia passeamos pelo centro e fomos conhecer a cidade velha. Nessa área se concentram os mais importantes edifícios da capital uruguaia, que mescla o passado histórico ao charme de pequenas ruas para contar ao mundo o que viveu.

Fomos primeiro na Praça da Independência, localizada na Avenida 18 de Julio, a mais importante da cidade. Lá está a grande estátua equestre de José Gervasio Artigas (um político e militar uruguaio, que é o herói nacional) e pode ser acessada por meio de escadas até o mausoléu subterrâneo onde se conservavam os restos mortais do herói nacional em uma urna, que é vigiada por aqueles guardas que não se movem. Aliás, nos assustamos quando notamos que eles não eram estátuas também!!! É uma experiência muito legal!praça da independencia 2PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA

À leste da praça, fica a Porta da Cidadela (Puerta de la Ciudadela), que é a única coisa que restou da fortaleza que protegia Montevidéu anos atrás. Hoje em dia a porta é um dos lugares favoritos dos turistas para contemplar e tirar fotos.puerta da cidadelaEm frente à calçada sul você encontra a Torre Executiva, atual sede do Poder Executivo, e o Palácio Estévez e que também abriga um museu.torre executivaDo lado oeste, na esquina com a avenida é possível ver o lindo Palácio Salvo e que era o edifício mais alto da América do Sul, quando foi construído.Ao atravessar a Porta da Cidadela, passamos pela rua Sarandí, muito movimentada e repleta de vendedores ambulantes e lojinhas.rua sarandiAlém disso, para os religiosos, na praça da independência você encontra a belíssima Igreja Matriz.igreja matriz

Fomos também conhecer a cidade velha, que é bem velha mesmo, e a parte mais pobre de Montevidéu. De fato, tive o desprazer de visitar o Mercado do Porto, tido como o melhor lugar para comer carnes, então, imaginem as peças de carne todas expostas na entrada dos restaurantes; você escolhe ali mesmo qual peça vai comer e eles preparam na hora. Além disso, há muita fumaça que toma conta do lugar. Não vou colocar nenhuma foto, pois é um lugar que não recomendo a visita!

No segundo dia fomos conhecer o lindo Teatro Solis, que possui visitas guiadas gratuitas pelo teatro diariamente. Compramos entradas para assistir a Filarmônica do Uruguai por aproximadamente R$ 15 reais por pessoa. Ótimo passeio para quem gosta de música erudita. Além disso, o teatro oferece uma série de ativida
des para adultos e crianças.
teatro solisteatro solis 2Para quem gosta de andar de bicicleta, este hotel, e outros também, indica o aluguel de bicicletas, que podem ser alugadas por diárias de 24h ou 12h. O valor é cerca de 100 reais por bicicleta durante 24 horas. No dia que alugamos a bicicleta (lá chama de Bici), percorremos os 22 km de orla do Rio Del Plata. Um passeio lindo, cheio de natureza e história.passeio bici 3 passeio bici 4 passeio bici 2 punta 4
Fomos até o Montevidéu Shopping. Um shopping bem legal na parte nobre de Montevidéu. O cinema lá é bem lúdico e diferente dos que vemos nos shoppings do Brasil. Possui muitas lojas, mas a praça de alimentação é bem pequena.motevideo shoppingA única opção que encontrei para almoçar lá foi o bom e velho Subway (checar qual pão e molho não contém leite e/ou ovos ou outros derivados).Lá tem estacionamento gratuito para bicicletas e motos.Av. Luis Alberto de Herrera 1290 – Montevidéu. Clique aqui para acessar mais informações.

No último dia, compramos diretamente no Hotel um passeio para Punta Del Leste, por cerca de 250 reais por pessoa. Fizemos o primeiro passeio como turistas na cidade, com direito a ônibus e guia turístico. Visitamos o famoso Hotel Conrad e passeamos por locais belíssimos, como um condomínio de luxo em Punta e passamos pela casa de celebridades como Chiquinho Scarpa e Airton Sena. Almoçamos em um restaurante qualquer e comi o famoso arroz, legumes e salada. Nada que valha a pena a indicação.conradpunta 2 punta 3punta 4 Neste passeio, tivemos o prazer de ver onde o Rio Del Plata se encontra com o oceano Atlântico. Fica bem onde está localizada esta Âncora na rocha.ancoraVale muito a pena fazer este passeio, mas é bem cansativo, pois Punta Del Leste fica a mais ou menos 2 horas de Montevidéu, porém é um passeio muito valioso.fim

Até logo Montevidéu.

MEU MOCHILÃO VEGANO 

Pela leitora Aline Barbosa 
Quer entrar em contato com a Aline?
Acesse o facebook 

Você tem uma história vegana incrível para contar?
Mande para gente que nós publicamos!

Envie para mochileirosveganos@gmail.com

Veja também

img_mv_capa_veneza

Mochileiros Veganos em Veneza – veja dicas incríveis e lugares especiais!

Veneza foi nossa última cidade no mini mochilão que fizemos na Itália: Milão, Verona e …